h1

Felicidade de verdade

16/10/2008

A revista Isto É publicou uma excelente entrevista com Roberto Shinyashiki, médico psiquiatra, com Pós-Graduação em administração de empresas pela USP, consultor organizacional e conferencista de  renome nacional e internacional, em ocasião do lançamento do seu livro “Heróis de verdade” (Editora Gente, 168 págs.) em 2005.

Uma das perguntas desta entrevista, e a respectiva resposta, você verá a seguir. Medite sobre ela.

ISTOÉ: Muitas pessoas têm buscado sonhos que não são seus?

Shinyashiki: A sociedade quer definir o que é certo. São quatro loucuras da sociedade.

A primeira é instituir que todos têm de ter sucesso, como se ele não tivesse significados individuais.

A segunda loucura é: Você tem de estar feliz todos os dias.

A terceira é: Você tem que comprar tudo o que puder. O resultado é esse consumismo absurdo.

Por fim, a quarta loucura: Você tem de fazer as coisas do jeito certo. Jeito certo não existe. Não há um caminho único para se fazer as coisas.

As metas são interessantes para o sucesso, mas não para a felicidade. Felicidade não é uma meta, mas um estado de espírito.

Tem gente que diz que não será feliz enquanto não casar, enquanto outros se dizem infelizes justamente por causa do casamento.

Você pode ser feliz tomando sorvete, ficando em casa com a família ou com amigos verdadeiros, levando os filhos para brincar ou indo a praia ou ao cinema.

Quando era recém-formado em São Paulo, trabalhei em um hospital de pacientes terminais. Todos os dias morriam nove ou dez pacientes. Eu sempre procurei conversar com eles na hora da morte. A maior parte pega o médico pela camisa e diz: “Doutor, não me deixe morrer. Eu me sacrifiquei a vida inteira, agora eu quero aproveitá-la e ser feliz”.

Eu sentia uma dor enorme por não poder fazer nada. Ali eu aprendi que a felicidade é feita de coisas pequenas.

Ninguém na hora da morte diz se arrepender por não ter aplicado o dinheiro em imóveis ou ações, mas sim de ter esperado muito tempo ou perdido várias oportunidades para aproveitar a vida.

…”aprendi que a felicidade é feita de coisas pequenas”…

Pense… medite…

Alguma coisa parece semelhante em tua vida? 😉

Anúncios

2 comentários

  1. Com certeza, minha querida. Estamos todos cansados de saber que a felicidade está nas pequenas coisas, momentos que passam despercebidos, nos gestos simples, num sorriso de criança, no afago de um animal, no abraço do amigo, no abrir a janela e sentir o sol batendo no seu rosto, enquanto você ouve os passarinhos cantando.. e por aí afora… Infelizmente, só percebemos isso na maturidade (para não dizer na velhice -rsrs), pois hoje, diferentemente de quando era jovem, sei identificar onde a felicidade se encontra. Quando amanhece, p.ex., e minha gatinha Miucha se aconchega em mim e eu a abraço para curtir mais uns minutos na cama, percebo claramente: Isso é felicidade! Geralmente ela está onde nós a deixamos e não nas incertezas da vida.
    Poder estar agora escrevendo um comentário para você… isso é felicidade…
    Beijos,
    Vera Lúcia


  2. Muito interessante o post e com certeza a felicidade está nas pequenas coisas!!

    Abraços, BRuna



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: