Archive for novembro \30\+00:00 2008

h1

Novos bebês

30/11/2008

gatinho

Mais quatro bebês novos na área. Juro que, se dependesse só de mim, eu sequestraria todos hoje mesmo, daria um belo banho e todos eles e iam ficar como quatro pompons feopudos na minha cama!!! Coisinhas mais gostosas, môdeus!!! Esse da foto tem a pelagem linda! Amarelo, branco e preto todo arrepiado!!!

Assinatura

h1

Essa boneca tem manual

30/11/2008

rag-doll

Ela só me faz um cafuné
E depois me olha com vontade
Sua casa é azul e verde
Cercada de grandes árvores
Nos segredos dela se aposta viu?
Nos cabelos dela não se toca ouviu?
Eles são de nuven ou bombril?
Eles são ousados ou só seus?
Essa boneca tem manual?

Mas é que ela mora na janela
Junto ao seu gato e um mistério
Desenha um rabisco no caderno
Espia um belo eterno?
Que será que ela vê naquela TV feita de pau amarelo?
Viaja estudando o espaço
No seu vestidinho de morango?
Na insistência da imaginação
Pobre coração
Pobre coração, tum tum tum tum
Démarrer démarrer
Essa boneca tem manual?

Os homens odeiam
As mulheres adoram
Onde esse moço passa, elas choram
O assunto é ele, o tesouro é dele
Onde esse moço passa, elas choram
Por ele há fome o belo se come
Onde esse moço passa, elas choram
Será que é touro e adora vermelho?
Onde esse moço passa, elas choram
O belo e a sua ingratidão
Pobre coração
Pobre coração, tum tum tum tum
Démarrer d-ci

Jandira, corre lá… Só para ver…
Essa boneca tem manual?caminho

Vanessa da Mata

shell-32x32.

Música feliz para alegrar a tristeza. As músicas da Vanessa da Mata em lembram tanto você… tenho ouvido o tempo todo talvez pra me obrigar a não te esquecer quando isso é o que eu mais precisava.

h1

Amor pela vida

28/11/2008

love-changes-life

Sabe aquela felicidade boa que você sente apenas estando deitada, de noite na sua cama, lendo um bom livro?
Ou aquela sensação de leveza quando você sai do banho, se enchuga e passa hidratante e fica toda cheirosa?
Sabe quando você tem uma idéia brilhante, daquelas que você não sabe porque não teve antes, e você consegue resolver as coisas?
Sabe quando você resolve perdoar alguém que te fez muito mal simplesmente para aliviar teu próprio coração?
Sabe quando você abre as janelas e sente o vento bater no seu rosto de manhã?
Sabe quando algo que você jamais imagina que fosse acontecer, de repente acontece?
Sabe quando tudo parece ir contra você e, sem menos esperar, a situação toda se reverte ao seu favor?
Sabe o que é andar livre, com passos firmes e cabeça erguida, orgulhosa de si mesma por tudo que é?
Sabe o que é isso?
Amor. Amor pela vida. Amor próprio. Amor pelo próximo.
Simplesmente amor. E não existe amor maior nem mais bonito.

Assinatura.

.

shell-32x32Estou sentindo paz e me sentindo plena, mesmo sem o que antes eu julgava ser toda a razão da minha vida.

h1

Manifesto pela bagunça

27/11/2008

Pasme! Ser desorganizado não é problema. O caos é producente e economiza tempo e dinheiro de profissionais e empresas

Por Mariana Lemann, de Nova York

caos

Um tema tão trivial como a bagunça virou tema de um livro lançado em 2007 nos Estados Unidos. Em A Perfect Mess (“Uma perfeita bagunça”), da editora Hardcover, Eric Abrahamson e David Freedman desafiam o senso comum de que a desordem prejudica a vida pessoal, profissional e os negócios. Eric é professor de gestão da escola de negócios da Universidade Columbia, em Nova York. David é jornalista das áreas de ciências e negócios. Apoiados em estudos científicos que comprovam que sistemas complexos, como o cérebro, funcionam melhor na desordem, eles defendem que pessoas desorganizadas são mais eficientes e perdem menos tempo. De Boston, David falou a VOCÊ S/A. Veja os principais tópicos da conversa.

O custo de ser organizado
“Para ser organizado, você deve investir recursos como tempo e dinheiro. De uma forma ou de outra, você gastará algo e, geralmente, esse algo é mais custoso do que a maioria das pessoas pensam. Elas ignoram o fato de que são necessários recursos e esforços para ser e manter-se organizado. Quando você se permite ser um pouco desorganizado, você recupera recursos, economiza tempo, dinheiro e libera pessoas que trabalham na sua empresa para se dedicar a outras atividades.”

Quebrando a fantasia
“No início dos anos 90, conversando com um físico que estava estudando como a desordem pode melhorar um circuito eletrônico, percebi que os cientistas estavam encontrando na natureza exemplos de sistemas que trabalham melhor quando desorganizados. Um desses sistemas é o cérebro humano. Quando me dei conta disso, comecei a me perguntar se essa premissa também seria verdadeira na vida das pessoas e das organizações. E comecei a derrubar um mito.”

Ordem x caos
“Há benefícios oriundos da organização. Mas esses benefícios tendem a diminuir quanto maior o grau de organização, até o ponto que o benefício já não existe mais e se torna um problema. A maioria de nós conhece alguém que, de tão obcecado por organização, torna-se ineficiente.”

O estigma do bagunceiro
“Pessoas desorganizadas são tratadas como ineficientes, incapazes de estabelecer prioridades ou encontrar o tempo para se organizar ou com dificuldade em encontrar coisas. Isso não é verdade. Na maioria dos casos, o oposto é verdadeiro. Grosso modo, pessoas desorganizadas são mais eficientes e perdem menos tempo com detalhes bobos.”

Desordem e criatividade
“Ser criativo significa ser capaz de pensar de maneira nova, pensar sobre coisas inesperadas. A questão é onde encontrar idéias inesperadas. O ambiente caótico é mais estimulante. Ele possibilita mais conexões. O processo de buscar algo numa pilha de papéis é extremamente estimulante.”

Os exemplos reais
“Um exemplo de desordem é a livraria The New England Mobile Book, de Boston, aqui nos Estados Unidos. Lá, não há nenhuma ordem na disposição dos livros. O que é economizado com catalogadores e bibliotecários é repassado em descontos. Outro exemplo é o restaurante canadense Confusion, que mistura diferentes culinárias em um ambiente desordenado. Até o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, não segue uma agenda.”

Como lidar com o chefe certinho
“Se o seu chefe é um maníaco por organização, com tolerância zero para bagunça, creio que você tem um problema sério. Há muitas maneiras pelas quais chefes são inadequados, e essa é uma delas. Então essa é uma das decisões que as pessoas precisam tomar — definir se querem ficar no trabalho ou procurar outro. Ser natural e eficientemente bagunçado pode ser incompatível com um chefe obcecado por organização. É uma situação delicada, talvez sem solução.”

Encontre o equilíbrio
“Para quem é desorganizado e não consegue contornar a situação é importante buscar ajuda de especialistas para diagnosticar distúrbios como déficit de atenção, obsessão compulsiva, depressão ou mal de Alzheimer. Para o desorganizado que não apresenta distúrbios, aconselho que não tente uma transformação drástica. Pense em fazer pequenas mudanças para evitar a ansiedade. Para o organizado: saiba que a organização extrema não é produtiva. Tente ser um pouco mais descontraído, e assim notará que tudo tende a ser menos rígido e melhor.”

Fonte: Revista Você S/A – edição 107- maio 2007

h1

Alanis Morissette no Recife

27/11/2008

A melhor notícia do dia:

Alanis

Alanis Morissette fará show no Recife em janeiro
26/11/2008 15h22

Recife está inserida na turnê mundial do álbum “Flavors of Entanglement”, da canadense Alanis Morissette. O show será dia 30 de janeiro, no Chevrolet Hall. É a primeira vez que a cantora virá ao Estado. A informação foi confirmada na tarde desta quarta-feira (26) pela assessoria de imprensa da casa de shows, que não adiantou mais detalhes.

O novo disco autoral de Alanis chegou às lojas em julho passado e, conforme anunciado na época, tem repertório fruto de uma catarse emocional da artista, após desenlace afetivo com o ator Ryan Reynolds.

Fonte: JC Online

Quem mais vai estar lá serei eu!!!!!

Ingressos: R$120 (inteira) e R$60 (estudante)

h1

Tempo, tempo, mano velho…

25/11/2008

ampulheta

Há mais ou menos dois meses atrás eu vivia reclamando que o tempo tava passando muito devagar, que as coisas não aconteciam… de repente, me vejo correndo contra ele. Juro que queria que o dia tivesse mais horas pra poder fazer tudo que se passa pela minha mente criativa.

Os projetos estão à todo vapor mas as idéias não param de pipocar o tempo todo. Haja munheca pra desenhar tudo! Bloquinho sempre ao lado da cama. É de manhã que eu tenho as melhores idéias. Logo que acordo. Anoto tudo porque, com a cabeça em turbilhão do jeito que eu estou, é bem capaz de, em breve, esquecer até do meu nome!

Estou exausta… mal tenho tempo de postar no blog, pesquisar alguma coisa e volto ao trabalho. Ao menos tenho ouvido muita música no iPod. Fazia tempo que não ouvia música praticaemnte o dia todo… e os livros? Estes continuam abandonados na cabeceira da cama pra o final de dezembro…

“Tempo, tempo, mano velho… falta um tanto ainda, eu sei, pra você correr macio como zune um novo sedã…”caminho

Pato Fu

Assinatura

h1

Ah, o amor…

23/11/2008

o-beijo01

“Os homens cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram. E, no entanto, o que eles buscam poderia ser achado numa só rosa.”caminho

Antoine de St. Exupery

Ilustração de Gilmar Fraga

.shell-32x32

Talvez só se sinta falta daquela rosa, que antes parecia chata e exigente, quando se faz uma viagem para longe e se vê o quanto se ama e o quão importante ela é. É a isso que eu chamo de amor.

h1

A história do biscoito

23/11/2008

biscoito1

Ainda falando em biscoitos… aproveitando a época de guloseimas, resolvi cavucar mais sobre a história do dito cujo. Tenho essa mania. Quero saber de onde vieram todas as coisas. Aí acabo dando uma de historiadora, às vezes etomóloga…. e por aí vai.

Mas vamos ao que interessa:

A história do biscoito começou no tempo dos homens das cavernas. Naquela época os homens tiveram a idéia de moer os grãos com pedras, misturar água e secar ao fogo.

Os assírios, que viveram na Mesopotâmia de 1.700 a 612 a.C., preparavam uma massa de cevada e trigo assada lentamente em vasos de barro. No Egito pinturas que mostram um trabalhador assando biscoitos foram encontradas na tumba do faraó Ti. Na Grécia, os “Dipires“, ou pães assados duas vezes, também assinalam o nascimento do biscoito.

A evolução do alimento foi um fator natural e as suas variedades especializadas foram sendo compostas.

O antigo viajante necessitava levar seu próprio alimento, geralmente o  pão, mas este tinha a tendência a se deteriorar rapidamente. Portanto, o produto era cozido mais de uma vez e consideravelmente despojado de sua umidade.

A origem vem de duas palavras do latim: “Bis” e “Coctus”, significando “cozido duas vezes”. “Biscoito” foi o termo usado para descrever o pão cozido, duro, que se podia guardar sem estragar.

O processo de fabricação era muito simples: tomava-se o pãozinho e se aplicava um duplo cozimento para tirar o excesso de umidade, conservando-o  por mais tempo.

Em meados do século XVII, para estimular as vendas, a Europa investiu em sabores e aromas mais variados para incrementar os biscoitos, deixando-os mais atrativos e saborosos.

Com isso o biscoito foi se popularizando e hoje representa um grande  mercado de consumo. Calcula-se que a produção nacional gire em torno de um milhão de toneladas por ano, algo em torno de 6 quilos de biscoitos consumidos por uma pessoa durante um ano.

h1

Biscoitos decorados de Natal

22/11/2008

biscoito

Como tá chegando o Natal (ok, eu odeio essa época mas td bem) e, de vez em quando, é bom entrar no clima, né? “Se vc não pode vencê-lo, junte-se a ele!” E como eu gosto muito de cozinha, resolvi fazer uns biscoitinhos.

Ingredientes:
– 75g de manteiga sem sal
– 125g de farinha de trigo
– 01 colher (chá) de fermento em pó
– 50g de açúcar refinado
– 01 gema, 01 colher (chá) de essência de baunilha
– 01 clara em temperatura ambiente
– 250g de açúcar de confeiteiro peneirado
– 01 colher (sopa) de suco de limão
– gotas de corantes alimentícios variados
– 35g de açúcar cristal colorido rosa
– 50g de confeitos de chocolate.

Modo de preparo:
1. Numa tigela, misture a manteiga, a farinha e o fermento
até ficar no ponto de casquinhas de pão. A
manteiga deve estar em temperatura ambiente.
2. Ponha o açúcar, a gema e a baunilha.
Misture tudo com as mãos até ficar uma massa
homogênea. Ela estará no ponto certo quando
desgrudar dos dedos.
3. Divida a massa em três porções. Abra
delicadamente cada uma delas com rolo sobre uma
superfície seca e enfarinhada até ficarem com
0,5cm de espessura.
4. Corte toda a massa com o cortador e desenforme os
biscoitos. Se eles grudarem no mármore, passe uma
faca de serra por baixo deles.
5. Coloque os biscoitos numa assadeira untada e polvilhada
com farinha de trigo. Deixe um espaço entre eles de
pelo menos 01cm. Leve ao forno pré-aquecido com
temperatura média (180°C) por cerca de 25
minutos, ou até dourar. Não precisa virar.
Tire e reserve.
6. Bata a clara em neve numa tigela e vá derramando
nela alternadamente o açúcar de confeiteiro e
o suco de limão. A quantidade de limão depende
do tamanho do ovo. Vá colocando aos poucos.
7. Derrame o corante e mexa até ficar uma cor
brilhante e uniforme.
8. Você não precisa de saco de confeiteiro para
decorar os biscoitos. Coloque o glacê colorido num
saquinho plástico limpo e seco e feche-o bem. Depois,
faça um corte bem rente na ponta do saquinho. Quanto
menor for o corte, mais fina será a tira de
glacê que você fará no biscoito. Para
decorar, o que vale mesmo é soltar a
imaginação: siga as bordas do biscoito,
faça bolinhas, escreve nomes ou mensagens, desenhe…
9. Se quiser decorar os biscoitos com miçangas ou com
açúcar cristal pressione levemente o lado no
qual o glacê foi aplicado sobre uma tigela com os
confeitos.

Fonte: Revista Faça e Venda – Novembro 2003

h1

O biscoito da sorte chinês não foi criado na China!

21/11/2008

biscoito-da-sorte

É isso mesmo!
Uma lenda conta que o biscoito da sorte foi criado no século XII quando uma parte do território chinês havia sido invadido pelo mongóis. O biscoito na realidade teria surgido como um bolo de sabor bastante desagradável que seria enviado aos generais com mensagens contendo o plano. O sabor desagradável teria a função de impossibilitar que o bolo fosse comido por algum mongól que o pegasse.

Mentira!
Isso, na verdade, é apenas lenda. A verdade é que o biscoito da sorte chinês é meramente um produto capitalista criado por uma empresa californiana (USA). Não é oriundo da terra das Olimpíadas 2008 de Pequim. Tanto quanto o Chocolate na Páscoa, A bruxa de Blair e o Papai Noel – desculpa desiludir você. Pois sim. O Mito foi criado e funcionou. O biscoito, confeccionado com massa de farinha de trigo ou amido de milho, ovos e açúcar, vende pra burro!!!