Archive for maio \29\UTC 2009

h1

Gatinho chinês cria asas

29/05/2009

Um gato em Chongqing, na China chamou a atenção do jornal Daily Mail, do Reino Unido. A atenção especial veio porque o gatinho, depois de completar um ano, desenvolveu apêndices em forma de asas em ambos os lados da espinha.

Gato com asas

Alguns acham que isso pode ser resultado de mutação, outros acham que pode ser um gêmeo siamês crescendo nele. Há ainda quem acredite que seja causa de uma mudança genética talvez causada por produtos químicos ingeridos pela sua mãe na gravidez.

Por mais que isso possa parecer estranho, não é o primeiro relato de felinos alados. Em agosto do ano passado, outro jornal do Reino Unido, o Telegraph, noticiou um caso similar na província de Sichuan, na China.

Os donos do gato dizem que ele parece não se importar com o novo acessório. Veterinários também afirmaram que as “asas” não causam problemas aos animais.

As “asas” podem ser causadas pelo modo de criação, defeito genético, ou uma doença cutânea também genética.

gato-com-asas-2

gato-com-asas-3

gato-com-asas-4

Fonte: Hypescience

h1

Estrela

26/05/2009

estrelinhas

Ouvi essa música hoje no rádio… que poesia linda. Que beleza inocente essa que tem o amor puro.
Só é uma pena que eu não consiga mais acreditar nele. Até que me provem que ele existe. Será que alguém conseguirá um dia?

Há de surgir
Uma estrela no céu
Cada vez que você sorrir
Há de apagar
Uma estrela no céu
Cada vez que você chorar

O contrário também
Bem que pode acontecer
De uma estrela brilhar
Quando a lágrima cair
Ou então
De uma estrela cadente se jogar
Só pra ver
A flor do seu sorriso se abrir

Hum!
Deus fará
Absurdos
Contanto que a vida
Seja assim
Sim
Um altar
Onde a gente celebre
Tudo o que Ele consentircaminho

Gilberto Gil

h1

Pedido de Natal antecipado

25/05/2009

papai_noel

Ok, mal estamos no meio do ano mas, como daqui há exato 1 mês eu faço 30 anos e entro pro time das balzaquianas, eu me dou o direito de fazer um pedido antecipado à Papai Noel.

Ok, ok… eu tb não credito em Papai Noel, ET, Coelhinho da Páscoa, Saci Pererê nem em homem “perfeito” mas não custa tentar… Vai que uma hora uma dessas coisas que eu não acredito me aparece bem na frente e eu passo a acreditar, né?

Dizem que ETs existem mas, eu nunca vi nenhum. Dizem que homens legais que podem conviver na boa com a gente (mulheres) também existem mas eu também nunca vi nenhum. Já me confundi com alguns mas era só ilusão de ótica ou demência momentânea minha que me fizeram achar que eles eram “perfeitos” pra mim. Bastava um pouco mais de intimidade e convivência pra constatar que eles eram os mesmo asqueirosos que eu tanto abominava, só que disfarçados.

Como não tenho nenhuma vocação pra virar “caminhoneira”, vou apelar pro Papai Noel já que também não acredito que nenhum santo faça milagre (e eu tb ainda não cheguei nesse nível de desespero).

Como dizem que as mulheres não são claras quando querem algo de um homem, resolvi subverter e ser claríssima! Quem sabe assim eu não alcanço meu objetivo, né? Vamos lá:

Querido Papai Noel,

Quero um homem, preferencialmente mais velho que eu. Ou seja, com mais de 30 (cancei de crianças). Que tenha alguma estabilidade financeira e goste do que faz da vida porque eu não tenho a menor paciência pra ouvir reclamação de que não gosta ou tá insatisfeito com o trabalho. O cara tem que ser divertido e ter o mínimo de inteligência pra dialogar comigo. Não precisa ser um Phd mas homem burro ninguém merece! Tem que ser gentil e deve “gostar das mulheres” (leia o texto pra entender) mas querer só a mim. Não deve ser gordo mas também não precisa ter os músculos definidíssimos porque isso significa que, ou ele gosta mais de comer do que de sexo ou ele gosta mais de marombas e espelhos que da namorada. Não exijo corpo perfeito mas tenho que gostar do “conjunto da obra” e eu não gosto de barrigão de cerveja. Tem que ter um sorriso bonito, olhos bonitos e ser maior que eu (adoro me sentir protegida). Também tem que ser um cara que fale as coisas. Se eles reclamam que a gente não fala o que pensa pq eles fazem o mesmo? Tá entediado e quer ficar só? Fala e diz o porquê, pronto. Garanto que eu não vou ficar enchendo o saco nem tendo crise achando que o problema é comigo. Quero um cara também que goste de fazer programas diferentes, criativos e seja paciente mesmo que isso inclua andar pelo shopping atrás de um sapato. Veja bem, tem que encarar a vida de uma forma divertida mesmo que se tenha que fazer algo que odeie. Nem sempre a vida é perfeita mas a gente tem que se divertir, pelo menos. É assim que eu tento sempre encarar as coisas e não quero menos do que isso. Nem é tão difícil. Apenas quero alguém normal que queira alguém normal com todos os defeitos e qualidades e consiga ter jogo de cintura e maturidade pra dialogar, conviver e dividir momentos legais comigo.

Basicamente é isso. Bonitinho, interessante, inteligente, bem resolvido e não-gay.

Vamos lá, Papai Noel! Eu fui uma boa menina esse ano! Adianta o presentinho aí!

Tá difííííícil? É… acho que vou ficar pra titia ou Alice vai ter que vir pra minha vida por adoção. Fazer o quê? A vida não é perfeita mas, pelo menos, eu constumo rir um pouco da minha desgraça.

Se existem candidatos, por favor, habilitem-se!

Dinah Chershire

.

.

(Rolam apostas até que eu arrumo namorado até dia 5 de junho mas eu duvido muito e vou acabar ganhando uma sessão de cinema free… uahahahaha!!!)

h1

Fim de relacionamento

25/05/2009

partido

Terminar um relacionamento é um saco. Vou repetir isso uma porção de vezes até me conformar ou descobrir o motivo pelo qual as pessoas têm que passar por isso. Mas, tirando do que já vi e já vivi, dá pra ver que todo final, todo luto, passa por algumas fases. Elas não acontecem necessariamente em uma ordem, e podem acontecer todas juntas. Às vezes leva-se anos para passar por todas (ou pelo menos a maioria delas). Às vezes leva-se alguns poucos dias. Antes apenas as mulheres passavam por isso. Hoje os homens também padecem. Não importa, de todo jeito… Tudo isso é um saco. Saco.

1 – CHOQUE (Ou, “Hã?”)
É quando acontece. Ponto final, acabou. Não deu tempo de perceber nem pensar em nada ainda, só se percebe a realidade. Dessa vez, foi. Caiu no chão, quebrou, já era. Não importa quem entrou com o pé e quem entrou com a bunda. Tão pouco importa o motivo (desamor, traição, tédio, medo, ciúme, atormentações em geral, você descobrir que o cara é um chato, etc, etc, etc). Você não reage, não respira, não entende, não consegue pensar. É como se a vida se suspendesse por um momento, fazendo você se debater no ar sem conseguir pisar no chão. É um saco. Mas passa logo.

2 – DOR  Ou, “Vou morrer disso”)
As horas passam aos pouquinhos. Os dias vão vindo. E você se dá conta que não é mesmo só mais uma briga. Acabou. Sua vida vai seguir e aquela pessoa não vai mais estar por perto. E aí começa a doer. Às vezes, dói no dedinho mindinho do pé; outras, dói o corpo todo. A cabeça, o peito, o coração. Você fica gripada, não quer dormir, não quer comer, só chora e fica ouvindo músicas que falam de amores perdidos. As pessoas se preocupam com você mas, nada te consola e nem te anima. Você tem certeza que nunca vai superar aquilo. Mas, sendo uma pessoa normal, você vai superar. Só que até lá… É um saco.

3 – RAIVA (Ou, “Que vá queimar no mármore do inferno”)
Aqui, você começa a ter raiva, ódio, nojo do indivíduo. Se pergunta dia e noite como você pode ter se apaixonado por tão chato, tão nojento, tão feio, tão sórdido, tão cafajeste, tão… Tão repugnante ser. É a hora de pegar um saco de lixo e fazer uma limpeza – rasgar fotos e cartas, mandar devolver presentes. Você joga pragas, diz pra todo mundo que não quer ver nem pintado de ouro, deseja todo o mal pra ele. E se tiver uma nova moça no meio… Coitada. Ela também será atingida pelo poder das suas energias negativas. Você jura que odeia essa pessoa do fundo do coração. Mas não odeia não, tolinha. E é um saco perceber isso.

4 – RACIONALIZAÇÃO (Ou, “Eu nem queria mesmo.”)
É a hora de se acalmar. Você procura mantras, textos de apoio, psicólogos, os amigos. Todos dizem o mesmo, que você é linda, maravilhosa, e logo vai achar um outro fofo… Que nada acontece por acaso, que foi melhor assim, etc. E você vai repetindo todas essas frases lindas e fingindo acreditar. Você racionaliza, explica o seu romance todo e as razões e desrazões de tudo ter começado ou acabado. E, durante um tempo, isso funciona muito bem. Você parece pronta pra seguir sua vida sem pensar no indivíduo, desejando pra ele um caminho de luz. Mas só parece. Saco.

5 – GALINHAGEM (Ou, “Estou em outra, quer ver?”)
Ora, mas pra que tanto desespero? Existem muitos outros homens por aí. E então você começa a sair. E fica com um. E dá uns beijos em outro. E se atraca com um outro lá. Faz loucuras que nunca fez, chuta o pau da barraca, e não sente a menor culpa. Afinal, você não quer mais se envolver, e diz que está numa fase descolada. Só que em cada boca, em cada abraço, em cada cheiro, é no desgraçado que você pensa, e de repente você vê que só lotou a sua agenda e o seu currículo com um monte de caras que não passam de alguém pra você achar que é um saco no dia seguinte. Ai.

6 – DESPREZO (Ou, “Nem te ligo”)
É a hora de fazer força para esquecer. Você entende que essa adrenalina toda não faz bem pra alma e nem pra pele, e decide sossegar. Simples. Só não pensar. Ignora totalmente a existência dele. Nem enxerga mais. Esquece do número de telefone. Arquiva tudo que se escreveram e se deram numa caixa, lacra e coloca no fundo do armário. Pronto. Tudo enterrado. Mas o defunto logo começa a arranhar o caixão querendo sair. E sai. Saco.

7 – VAZIO (Ou, “…”)
Saco.

8 – RECAÍDA (Ou, “Vai ver que não é bem assim…”)
De repente, um telefonema… Um encontro marcado, ou casual… Uma conversa amigável em nome dos bons tempos. E você pensa, “puxa, podemos ser amigos… Por que não?” E então vocês começam a se ligar, a se falar, a se encontrar. E de repente, estão falando do passado, lembrando coisas, rindo juntos. E mais de repente ainda, ele passa a mão no seu cabelo, te olha fundo e te beija. E você pensa, “por que não podemos ficar? Só um pouquinho… Não tem problema.” Mas tem problema sim. O problema é que, depois de uma recaída, o seu saco fica cheio como nunca.

9 – O NOVO NAMORADO (Ou, “Pra esquecer um amor antigo, só um novo amor.”)
É isso que todo mundo diz. Que a dor de amor se cura com outro amor. E você, tolinha… Acredita nessa bobagem e arruma um outro namorado. Pode ser um outro namorado mesmo, oficial, com carteira assinada. Ou outro rapaz por quem você acha que se apaixonou. E com o tempo, você se pega pensando no passado, e fazendo mil comparações. O outro, mesmo longe, parece muito melhor. E então você entende que, mesmo sendo um saco aceitar isso, ninguém substitui ninguém. E que as situações mal resolvidas só podem deixar de ser mal resolvidas de uma maneira: sendo resolvidas. E então manda o novo amor embora de dentro de você tão rápido quando chegou.

10 – SAUDADE (Ou, “Ai…”)
É a hora de encarar que saudade dói. E mesmo sendo um saco… É preciso sentí-la, até esgotá-la, mesmo que você se esgote com ela. É quando você deixa de resistir pra curtir essa dor até o fim. E, geralmente é quando caem todas as fichas.

11 – SUPERAÇÃO (Ou, “Bola pra frente”)
O tempo passa, passa, passa. As coisas se acomodam. Aos poucos, você vai deixando a idéia fixa de lado. Começa realmente a ver o lado positivo das coisas. Começa a se desligar. E quando você vê… A pessoa está longe dos olhos e do coração. E vira uma lembrança gostosa de lembrar e reviver. De repente, você pode até virar amiga do fulano. A doença já curou. Passou. Vem aquela vontade de cuidar de você mesma, de ficar só e de sentir aquela solidão que não é triste, apenas necessária pra recomeçar. E o seu saco esvazia, ficando pronto pra começar a encher de novo com o próximo. Afinal, como se diz por aí… A fila tem que andar.

12 – ARREPENDIMENTO (Ou, “O mundo dá muitas voltas”)
Com o coração em paz, e muita disposição de ser feliz, voce resolve sair do estoque e voltar pra vitrine. Sai, se diverte, conhece novas pessoas e… reencontra o antigo amor. Ele, que demonstrava estar tão bem, te chama pra conversar. Sério. Comenta como você esta bonita, magra, malhada. Não pergunta sobre sua vida porque ele sabe absolutamente tudo sobre você. Relembram o passado, comentam sobre suas aventuras após namoro… E finalmente, ele diz que reconhece sua falta. Que voce é insubstituível, e que esse tempo foi necessário para vocês dois. Você enche o peito, olha com ternura e responde: Não é por raiva, não é por vingança, não é por medo… mas eu simplesmente não amo mais você. Talvez, até já esteja gostando de outro. Mas isso é desnecessário comentar. Porque agora, é o saco dele que deve estar bem cheio…

h1

Dor de amor

24/05/2009

“… Se eu pudesse de repente te mostrar meu coração, saberias num momento quanta dor há dentro dele. Dor de amor quando não passa. É porque o amor valeu…”

h1

Ser feliz

23/05/2009

Panda

Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. E você pode evitar que ela vá à falência.

Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você. Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões.

Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.

Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples, que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar “eu errei”. É ter ousadia para dizer “me perdoe”. É ter sensibilidade para expressar “eu preciso de você”. É ter capacidade de dizer “eu te amo”. É ter humildade da receptividade.

Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz… E, quando você errar o caminho, recomece, pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.

Usar as perdas para refinar a paciência.
Usar as falhas para lapidar o prazer.
Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

Jamais desista de si mesmo.
Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário.

Pedras no caminho? Guardo todas… Um dia vou construir um castelo!

caminho
Fernando Pessoa

.

.

conchinhaEsse texto é pra alguém que amei muito e que desejo, de coração, que essa pessoa possa ser verdadeiramente feliz.

Dinah Chershire

h1

Não tenho tempo a perder

21/05/2009

correr-riscos

Pois é. Agora eu tenho o tempo milimétricamente cronometrado, a agenda minuciosamente organizada, lida e relida várias vezes pra ver se não esqueci de alguma coisa. No quadro de avisos, metas a serem cumpridas e acompanhamento diário e atividades. A pessoa tá masi do que organizada! E a vida vai seguindo muito bem.

Só fico meio chocada com as minhas mudanças. Às vezes nem parece q sou eu, mas sou eu mesma, dá pra entender? E depois eu sinto um baita orgulho de mim e uma sensação ótima de dever cumprido. Bom, muito bom! Fantástico!

E aí eu aprendi a olhar pro passado apenas com graditão pelo aprendizado. Mesmo! E mirar no futuro e seguir em direção dele o mais brevemente possível. E sabe qual é a melhor parte? Conseguir ver o futuro claro na frente sem ser em formato de sonhos ou desejos que nunca se realizarão. E mais! O futuro que não depende de ninguém a não ser de mim! É ver o futuro real se materializando é ótimo! A luz no fim do túnel finalmente pode ser vista!

Dinah Chershire