Archive for junho \30\UTC 2009

h1

Por sua causa

30/06/2009

poster

Eu não cometerei os mesmos erros que você cometeu
Não me deixarei causar tanta tristeza ao meu coração
Eu não vou desistir do mesmo jeito que você,
Você sofreu tanto…
Eu tenho aprendido da maneira difícil
A nunca deixar as coisas irem tão longe

Por sua causa
Eu nunca me afasto muito da calçada
Por sua causa
Eu aprendi a jogar do lado mais seguro
Para não me machucar
Por sua causa
Eu acho difícil confiar
Não somente em mim, mas em todos a minha volta
Por sua causa
Eu tenho medo

Eu perco meu caminho
E ele não era tão longo antes de você o apontar
Eu não posso chorar
Porque eu sei que, aos seus olhos, isso é fraqueza
Eu sou forçada a fingir um sorriso, uma risada
Todos os dias de minha vida
Meu coração não poderia possivelmente se quebrar
Quando nem ao menos estava inteiro pra começar

Eu vi você morrer
Eu ouvi você chorar
Todas as noites, no seu sono
Eu era tão jovem
Você deveria ter pensado melhor antes de se apoiar em mim
Você nunca pensou em ninguém
Você só viu a sua dor
E agora eu choro
No meio da noite
Pelo mesmo maldito motivo

caminho
Kelly Clarkson
Poster: Marc Trautmann

conchinhaEu sei que voc~e está chegando… Queria poder te receber com um abraço apertado e o coração curado mas, infelizmente, não será possível.

h1

De Michael Jackson à Stefhany

29/06/2009

Michael Jacksonstefhany

Ontem tava vendo Caldeirão do Huck e foi praticamente um especial Stefhany. E ele virou pra platéia e disse: “Recebam ela como se fosse a Madonna!“.
Aí eu me perguntei: “Hein? O que diabos tem a ver Stefhany com Madonna? Apelou, Lu…
Pior que tem!

Vendo hoje a coletânea Immaculate Collection no DVD, o primeiro clipe que aparece, “Lucky Star” (1983), remete à Stefhany.

A partir desse vídeo, Beyoncé se inspirou para seu super sucesso “Single ladies” (2008).

Que acabou resultando num trechinho de referência da Stefhany e seu Cross Fox (2009).

Aí a pessoa pára tudo!

Quem inventou as dancinhas em grupo em video clipes, hã? Hã? Michael Jackson, oras!!! Em “Thirller” (1982).

Michael Jackson veio antes de Madonna! Já dançava e já estourava muito antes dela. E convenhamos que o cara reinventou a música e o show business tá?

Temos que agradecer a ele pela inovação dos clipes musicais. Sem ele, os clipes não seriam obras de arte (alguns) como são hoje. Eu me lembro de assistir aos lançamentos, no Fantástico, de muitos dos clipes de Michael. E sempre eram grandes produções de encher os olhos.

Então Stefhany… você e seu forró-sucesso-dos-cafuçus… até você, tem que agradecer a ele! Curve-se ao Michael Jackson, Stefhany!

Michael, você é o rei e assim será.
E como disse Nathalia, uma amiga minha de Sampa:
“Michael Jackson morreu. Tipo, tem pessoas que a gente pensa que são imortais. Ele é uma delas.”

king

h1

Rosas

28/06/2009

Xinho acertou em cheio!!! Mesmo tendo orquídeas e gérberas como flores favoritas, é verdade que toda mulher gosta de rosas. Mesmo!

rosas

Você pode me ver
Do jeito que quiser
Eu não vou fazer esforço
Pra te contrariar
De tantas mil maneiras
Que eu posso ser
Estou certa que uma delas
Vai te agradar…

Porque eu sou feita pro amor
Da cabeça aos pés
E não faço outra coisa
Do que me doar
Se causei alguma dor
Não foi por querer
Nunca tive a intenção
De te machucar…

Porque eu gosto é de rosas
E rosas e rosas
Acompanhadas de um bilhete
Me deixam nervosa…

Toda mulher gosta de rosas
E rosas e rosas
Muitas vezes são vermelhas
Mas sempre são rosas…

Se teu santo por acaso
Não bater com o meu
Eu retomo o meu caminho
E nada a declarar
Meia culpa, cada um
Que vá cuidar do seu
Se for só um arranhão
Eu não vou nem soprar…”

caminhoAna Carolina

h1

Brigadeirão

27/06/2009

brigadeirao

Gente, tou eu vendo TV e vejo a Stephanie Britto fazendo um brigadeirão liiiindo no Estrelas. Evidente que eu vou fazer, né? Sente a maldade que é essa receita… ai!!!

Dedico essa receita à todos os meus amigos que estão fora do Brasil e mooooorrem de saudades de brigadeiro!

Ingredientes:

• 1 lata de creme de leite sem soro
• 1 xícara (chá) de chocolate granulado para decorar
• manteiga para untar
• 3 ovos
• 1 colher (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
• 4 colheres (sopa) de açúcar
• 1 xícara (chá) de chocolate em pó solúvel
• 1 lata de leite condensado

Modo de preparo:

Bata no liqüidificador o Leite Moça, o Creme de Leite, o Chocolate em Pó, o açúcar, a manteiga e os ovos. Quando ficar homogêneo, despeje em uma fôrma com furo central (19cm de diâmetro) untada com manteiga. Cubra com papel de alumínio e asse em banho-maria em forno médio (180°C) por cerca de 1 hora e 30 minutos. Desenforme ainda morno e decore toda a superfície com o chocolate granulado. Leve à geladeira por cerca de 6 horas.

No microondas, prepare o Brigadeirão como no modo de preparo convencional. Leve ao microondas por cerca de 8 minutos na potência alta. Desenforme ainda morno e decore toda a superfície com o chocolate granulado. Leve à geladeira por cerca de 6 horas.

Dicas:

• Para retirar o soro do Creme de Leite, deixe a lata na geladeira por, no mínimo, 4 horas. Em seguida, vire a lata, faça dois furos no fundo e escorra o soro. Caso deseje uma consistênca mais fluída, mantenha o soro.
• Congelamento: Querendo, congele o Brigadeirão pronto em recipiente adequado. Deixe por até 3 meses em freezer ou duplex. Para descongelar, retire do freezer e deixe na geladeira.

Fonte: Cozinha Nestlé

h1

30 anos e 1 dia

26/06/2009

mandala

É… aniversário de 30 anos é engraçado.
1º ano que:

  • Eu atendi a todos os telefonemas super de boa e felizinha;
  • Respondi aos sms;
  • Não fiquei de mau humor quando um “falecido” mandou um sms “padrão” só pra constar (Antes não tivesse mandado! Mas eu até agradeci!);
  • Não desanimei com a cara de pamonha dos parabéns forçado de um vizinho só porque minha mãe fez o favor de dizer que é meu aniversário;
  • Saí MA-RA-VI-LHO-SA só pra ir no shopping imprimir umas fotos e voltei cheia de sacolas;
  • Me dei de presente um vestido carérrimo que eu queria fazia um tempão (e vou usar com minhas botas de cowboy!);
  • Ganhei quase todos os presentes da minha lista (menos os incrivelmente caros);
  • Ponderei sériamente a possibilidade de viver um novo amor (e o q não falta é gente na fila);
  • Tenho perspecitivas reais de crescimento profissional e financeiro (na área que eu amo);
  • Meio mundo de gente me perguntou se haveria comemoração e eu disse q não. Que só teria um jantarzinho íntimo para alguns amigos. (Mas vou acabar fazendo um jantar num sushi com os amigos todos juntos);
  • E eu estou feliz, muito feliz!

Dinah Chershire

h1

Parabéns pra “eu”!

25/06/2009

niver1

Já me sinto super bem vinda ao mundo das “balzacas”. Completar 30 não é o fim do mundo. Segundo um amigo meu, “é a partir dos 30 que as coisas começam a acontecer” e, realmente eu já venho sentindo isso faz um tempinho. Há mais ou menos 1 ano que minha maturidade vem sendo testada. E eu tou me saindo super bem! Realmente, a maturidade é a melhor parte.

E quando os 30 chegam, a gente sente que pode tudo. Pode se sentir gostosona com um vestidinho básico porque a gente tá na idade do poder. Aí a gente dá bola pros garotinho smais novos e não tem nenhuma vergonha na cara em sair com eles e muito menos se preocupa com o que os outros vão pensar ou dizer. Ninguém paga as nossas contas! Trintona com corpinho de 20 e que não leva desaforo pra casa!

E a gente se sente tão pra cima e tão dona do nosso nariz que ir ao shopping e comprar duas botas de couro porque não conseguiu decidir qual era a mais bonita, deixa de ser uma extravagância.

Além disso, eu que tenho espírito de menina pequena eternamente, começo a me sentir mais responsável pela minha vida e dona das rédeas da dita cuja. Assusta? Um pouco, mas é ótimo! E a gente acostuma facinho com coisas boas, né?

Tipo, pegar o carro e ir jantar com os amigos… ou virar a noite trabalhando simplesmente porque tá a fim de ganhar uma grana extra… E ninguém tem nada a ver com isso.

E tá tão bom assim, mas tão bom que, acho que se melhorar estraga.

Essa semana vou fazer um jantarzinho só pros “queridos” num sushi pra comemorar a grande virada, né? E depois, me jogar denovo no trabalho porque, quem escolhe ter uma vida totalmente independente (inclusive de chefe) tem que ter responsabilidade muita mas sempre com uma dose gostosa de liberdade!

Dinah Chershire

.

.

Ilustração: Guito

h1

Juntando os caquinhos

23/06/2009

super

Às vezes eu fico me perguntando: Será que eu serei capaz de me apaixonar novamente? Será que eu serei capaz de amar alguém denovo? Assim… relacionamento homem+mulher, sabe? Hoje, me vejo no futuro, como uma solteirona com aversão à relacionamentos amorosos! Juro!

É que me tornei tão dura e incrédula que às vezes eu até duvido que o amor é possível. Não foi por falta de tentativa mas, hoje eu prefiro ficar só na minha do que tentar e acabar envolvendo quem não tem nada a ver com a história numa confusão que é só minha. Prefiro deixar as pessoas que acreditam “nessa tal felicidade” procurarem ela em alguém que possa dar isso a elas.

Aí hoje fiquei remexendo em coisas antigas… um livro querido, algumas fotos, um tigrinho de pelúcia, bilhetes, conchinhas… Ok! Deu saudade. Mesmo tentando esquecer esse tempo todo tudo que vivi, as coisas continuam quase que como intactas na cabeça. Mas e todo o resto? E a parte ruim da história? O que eu faço com isso?

Me pergunto também: Será que serei capaz de perdoar todo mal que me fizeram? E não foi pouco… nem mal que dê pra sair assim passando por cima… foi mal-punk, mal-mal… mal que não atingiu só a minha pessoa… mas foi. Coisa que até duvidaram, como duvidaram de tantas outras coisas… mas acabaram fazendo pior comigo. Foi um mal que (involuntário ou não) aconteceu e eu simplesmente não sei se eu serei capaz de perdoar, esquecer, abstrair… Ainda não consigo. E isso não tem nada a ver com orgulho ou teimosia. Tem mais a ver com trauma e mágoa.

Apontam o dedo pra gente mas esquecem que existem 3 dedos apontando pra si próprio. Acho que você já deve ter ouvido falar nessa metáfora de uma historinha budista… Pois bem…

Sabe quando se perde o respeito por alguém? Pronto… aí junta parder o respeito e a confiança. Então ferra tudo! Não sei se inventaram já uma cola mais poderosa que a Super Bonder, capaz de juntar os pedacinhos e deixar tudo intacto ou, pelo menos, com um formato agradável aos olhos e, com o qual, se possa conviver sem problemas pro resto da vida. Desejaria que sim. Que fosse possível.

Espero, de coração, que isso um dia tenha cura… hoje não consigo ver como mas acredito que exista sim uma luz no fim do túnel. E depois do túnel, um lugar legal onde tudo que foi vivido, de bom e de mal, faça apenas parte do caminho e sirva como um grande aprendizado. E que reste, pelo menos, tolerância, no final. As lágrimas e os sorrisos precisam ter significado.conchinha

Amar? Não sei se isso é amor mas eu sinto saudades, sinto falta e sinto muito carinho mas eu não consigo confiar nem respeitar mais.

Dinah Chershire