Archive for 1 de junho de 2009

h1

Sol na casa 12, Lua na casa 4

01/06/2009

meditação

“No período que vai de 01/06 (Hoje) a 04/06, procure se recolher um pouco mais pois a Lua, justamente na Casa 4, aumenta o potencial de introspecção do Sol, que transita pela Casa 12. A fase é excelente para retiros, meditações, mergulhos de alma. Que tal ficar sem ver ninguém por estes dias? Aproveite para fazer um trabalho de auto-análise, ler, ver filmes, a Lua na Casa 4 favorece muito as idas ao cinema, de preferência só, exercitando assim a sua capacidade de preservar sua individualidade. Este pode ser um período particularmente notável para você trabalhar mais a sua espiritualidade e a sua capacidade de doação. Que tal se voluntariar em prol de alguma causa nobre e altruística?”

(Fonte: Personare)

Era justamente o que eu estava planejando. Isolamento, meditação e trabalho. Não tenho mais tempo pra perder.

Dinah Chershire

h1

Vida doce vida

01/06/2009

…agora só falta vc.

cherry

Quando eu olho pra trás e vejo
Tudo que eu não quero mais…
Entendo porque as coisas precisavam tanto mudar.

Quando eu lembro da agonia,
Da falta de paz,
Da incerteza e da angústia…
Das mágoas que não me pertubam mais…

De cada noite mal dormida,
Das palavras não ditas
E de tudo aquilo que eu não precisava enfrentar.

Realizo a perfeição que a minha vida pôde alcançar,
Eliminando as coisas medíocres
Que me prendiam no pior lugar.

A satisfação é imensa, é um alívio a recompensa de viver sempre em paz.

Descobrir que tinha tão pouco, mercadoria sem valia, ponta de estoque e liquidação…

Me dá a incrível sensação de quem trocou material vagabundo por uma vida linda em outro mundo…
O mundo doce do meu coração.

caminho
Adriana Emery

h1

Ilegais

01/06/2009

rosas-brancas

Desse jeito vão saber de nós dois
Dessa nossa vida
E será uma maldade veloz
Malignas línguas
Nossos corpos não conseguem ter paz
Em uma distância
Nossos olhos são dengosos demais
Que não se consolam, clamam fugazes
Olhos que se entregam
Ilegais

Eu só sei que eu quero você
Pertinho de mim
Eu quero você
Dentro de mim
Eu quero você
Em cima de mim
Eu quero você

Desse jeito vão saber de nós dois
Dessa nossa farra
E será uma maldade voraz
Pura hipocrisia
Nossos corpos não conseguem ter paz
Em uma distância
Nossos olhos são dengosos demais
Que não se consolam, clamam fugazes
Olhos que se entregam
Olhos ilegais

Eu só sei que eu quero você
Pertinho de mim
Eu quero você
Dentro de mim
Eu quero você
Em cima de mim
Eu quero vocêpegadacaminho

Vanessa da Mata