h1

10 livros que você jamais pensou que existissem

19/07/2009

girl-reading-on-chair-with-catUma das formas mais interessantes e curiosas de mediar conhecimento e transmitir bons conteúdos são os livros. Porém, assim como todas as coisas na vida, nem tudo são maravilhas.
O site listanity publicou uma lista com os 10 livros, que você jamais pensou existir. Alguns são totalmente sem noção e exóticos (para não dizer outra coisa).
Porém, olhando-se por outro lado, se não levarmos cada livro *ao pé da letra*, pode ser que tiremos algo de útil deles, levando em consideração as ironias e as segundas intenções.

Trago, aqui, a lista traduzida:

1 – Como fazer xixi no mato

Mesmo em locais considerados pouco explorados e selvagens, já existe problemas crescentes de poluição. Desde sua rimeira edição em 1989, “Como cagar no mato” (o título original) foi adotado por entusiastas da vida ao ar livre. Nesta edição, atualizada, Kathleen Meyer revê o caso dos banheiros portáteis, recentemente, disponíveis, e em novo capítulo, conta a situação do solo ideal para se fazer o cocô.
Outros tópicos incluem a disposição de sistemas de desinfecção do campo, locais indicados para mulheres e como evitar plantas que provoquem alergias.

2 – Como fazer sexo na floresta

O sexo no meio do mato não é coisa tão simples quanto pareça. Claro, você deve saber de algumas orientações – como não tentar fazê-lo em região selvagem –, mas há pequenos detalhes, que devem ser levados em conta para que se tenha um encontro, verdadeiramente, romântico. Esse livro explica o modo de fazer ‘amor sob a luz da lua e das estrelas’ e alerta para o sexo no chão duro, ou na terra fria.
Há dicas de primeiros socorros; que tipo de acampamento fornece conforto para os dois e quais são os efeitos de se fazer sexo sem uso de preservativos.

3 – Como se tornar Papa

Felicitações, seu sortudo. Se você um dia conseguir isso, esse livro ensina o que, após ser eleito pelo colégio dos cardeais, você precisará fazer. As primeiras coisas: provar as vestes papais e começar a trabalhar de fato e de direito. Este manual traz uma lista de recomendações dos papas dos últimos 2 mil anos, e ensinará você a conviver com a sua nova vida como Pontífice Máximo. Indica sua posição dentro da Igreja e dirá porque escolher um nome papal. Há também curiosidades, que foram guardadas a 7 chaves pela Igreja Católica.

4 – Como começar seu próprio País

Você pode realmente ter um país?
Erwin Strauss mostra-lhe 5 métodos diferentes para fazer isso, bem como tudo o que precisa saber sobre a soberania de uma nação, como deve se preparar para ter uma excelente defesa nacional, de que modo deve se haver na questão relacionada com a diplomacia, como aumentar a renda e, claro, como recrutar colonos. O livro ‘Como Começar Seu Próprio País’ inclui histórias de sucesso de novos países, e que servem de experiência para que se possa tirar proveito dos acertos.

5 – Como ter um casamento feliz

O casamento é idéia de Deus. Pelo menos é o que diz o Velho Testamento. No livro ‘Como Ter Um Casamento Feliz’, considerado hoje em dia um clássico moderno, seu autor, o médico Tim LaHaye, mostra a essa nova geração do século XXI como é possível desenvolver a harmonia física, e de que modo os casais terão um melhor entendimento mental e espiritual na união. É anunciado como capaz de fazer um casamento feliz e é boa escolha para casais que querem ter um curso.

6 – Como alugar um negro

Ayo, um artista conceitual que integra apresentações de artes visuais, oferece um olhar satírico das relações raciais e das maneiras inumeráveis, que brancos e pretos interagem no dia-a-dia do Mundo, mas sem penetrar na questão das barreiras raciais. Ayo reivindica – olha que coisa mais preconceituosa! – que todos os pretos devem ser “alugados” algum dia.
Os brancos tendem a ser os alugadores, destacando também a maneira de como os pretos alcançam oportunidades de emprego numa sociedade racista.
Ah! O livro é escrito por um negro.

7 – Como perder amigos e alienar pessoas

‘Como perder amigos e alienar pessoas’ é um divertido trabalho de Toby Young sobre os cinco anos em que o autor gastou a procura de um amor. Ele narra, com indescritível humor, a maneira como passou por lugares errados e as formas de trabalho, que teve de se sujeitar para conseguir enfrentar a barra pesada da vida. Young conta, ao longo das páginas, sobre o trabalho que teve em Nova York, aceitando desde ofertas de serviço como manequim, até mesmo a ilustrador (?) de bonecas infláveis para sexo interativo.

8 – Como se tornar um esquizofrênico

Cada doido com sua mania. O autor desse guia foi diagnosticado como esquizofrênico. Por aí, já viu que a coisa é de loucura mesmo. Parte do livro é a sua própria história, escrita sob a forma de uma novela, que segundo dizem é de similar fascinação. Mais do que isso, o autor utiliza, igualmente, as idéias de outros vários autores, além da própria experiência, na construção de uma contínua teoria, que explique como e porque muitas pessoas entram nesse estado de ânimo, chamado de ‘esquizofrenia’.
O autor aborda toda uma série de análises médicas, com suas teorias bioquímicas, drogas, etc e tal.

9 – Como ler um livro

Publicado originalmente em 1940, transformou-se em um fenômeno raro, um clássico vivo. É o melhor guia e o mais bem sucedido à compreensão de Leitura para o leitor em geral.
E tem sido, completamente, reescrito e atualizado. Nele, é possível se saber dos vários níveis de leitura e como conseguí-los – da mais elementar, passando pela análise sistemática e a leitura dinâmica. São ensinadas técnicas diferentes para se ler livros práticos, literatura imaginativa, jogos, poesia, história, ciência e matemática, filosofia e ciências sociais. Há testes para medir o progresso do leitor.

10 – Como falar com quem morreu

Não se trata de nenhuma obra ligada à doutrina Espírita. Mas, na verdade é um manual prático, no qual o autor discute um esboço geral dos fatos e argumentos científicos, em que se baseiam as certezas da sobrevivência e da comunicação após a morte – não li, mas imagino que ele possa conter relações de fatos que permitiram a cientistas como Oliver Lodge, Charles Richet, Cesare Lombroso e tantos outros, estudar a ocorrência e tal possibilidade.

Ilustração: DogEared

Anúncios

2 comentários

  1. Meu!

    como assim não descobri seu blog antes =o

    Maravilhoso… ja li muita coisa.. Fiquei pregado aqui durante horas!

    Abração!


  2. eu tenho medo do que as pessoas andam lendo por ai!



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: