Archive for outubro \28\UTC 2009

h1

Morangos em calda com ricota

28/10/2009

morango-creme-ricota

O sabor adocicado e levemente ácido dos morangos mistura-se às fatias de ricota

Rendimento: 4 porções

Ingredientes:

1 embalagem pequena de morangos, aproximadamente 1 e 1/ 2 xícara
Suco de 1 / 2 limão rosa (caipira)
1 xícara de açúcar cristal marrom
1 / 4 de xícara de água
4 fatias de ricota

Modo de preparo:

Siga a seqüência indicada que a receita fica pronta em ainda menos tempo. Lave os morangos um a um em baixo de água corrente e retire os cabinhos. Coloque o açúcar em uma caçarola no fogo baixo. Corte o limão, retire os caroços e esprema uma das metades sobre o açúcar. A calda vai se formar em poucos minutos. Adicione três ou quatro morangos, esmague-os contra o fundo da panela para colorir a calda. Acrescente metade da água. O açúcar poderá formar pequenas placas, não se preocupe, irão derreter com o calor da calda.

Junte os demais morangos e o restinho de água. Cozinhe por aproximadamente 8 a 10 minutos. Retire os morangos, divida em quatro porções já nos pratos de sobremesa. Cozinhe a calda por mais uns minutinhos, cinco bastam, para engrossar um pouco.

Corte cada fatia de ricota em dois semicírculos e arrume ao lado dos morangos. Coloque sobre a ricota uma fatia de limão muito fina. Distribua o restante da calda sobre a ricota. Guarde na geladeira até o momento de servir.

Dica:

Pegue uma fava de baunilha, abra ao meio e espete os pedaços em um vidro grande com um ou dois quilos de açúcar. Como o sabor é forte e dura por bastante tempo, a cada vez que usar o açúcar para preparar doces e bolos e torne a completar o vidro.

Anúncios
h1

Iluminado

24/10/2009

luz

Vi o meu sentido confundido, iluminado
Vi o sol enluarar, quando viu você
Vi a tarde inteira, a Sexta-feira, o feriado
Esperando o amor chegar e trazer você
Você chegou querendo

Tudo que o tempo não te deu
E que levou de você;
Sem saber que você já sou eu
Agora não entendo
O meu relógio o amor tirou
Mas sei que o meu coração
Tá batendo mais forte
Porque você chegou

caminho
Vander Lee

h1

Ganhe pique com os sucos verdes

21/10/2009

sucosverdes

Desintoxicantes e diuréticas, as bebidas verdes aumentam a disposição

Começar o dia com um belo suco verde é muito mais energético do que uma xícara de café. Você toma uma bomba de vitaminas e dá o maior pique para a manhã toda, sem contar os efeitos diuréticos e desintoxicantes. O suco verde limpa seus órgãos e os ajuda a funcionarem melhor. Ingeri-lo pela manhã é ainda mais benéfico, pois é o período do dia em que o corpo está mais propício aos processos eliminatórios.

A clorofila funciona como “sabão”, limpando todo o aparelho digestivo. Por ter a estrutura muito parecida com a hemoglobina, a responsável por carregar oxigênio e energia a todos os tecidos do nosso corpo, a clorofila garante maior oxigenação e nutrição celular, o que para nós significa mais vitalidade e disposição!

Ela está presente em todos os vegetais verdes (principalmente nas folhas escuras): salsão, salsinha, funcho (ou erva doce), escarola, agrião, acelga, couve, espinafre, dente de leão, hortelã e muitos outros. Se você puder comprar vegetais orgânicos, será ainda melhor. Mas hoje em dia, também encontra-se facilmente a polpa congelada da clorofila da alfafa, broto de trigo e dente de leão nas casas de produtos naturais. É só descongelar e tomar pura ou misturada no suco.

Para desfrutar do seu elixir energético, você deve adoçar seu suco verde dando preferência às frutas doces como maçã, pêra e uvas, que garantem a disposição por mais tempo. O açúcar da cana por ser metabolizado muito rapidamente dá um pique energético quase instantâneo, mas dura pouco e faz você sentir fome mais cedo. Crie as suas receitas, veja o que tem na geladeira e aventure-se!

Algumas sugestões de sucos-verdes

sucoverde

Centrifugue ou bata no liquidificador e coe:

* Duas fatias grossas de melancia e um maço pequeno de salsinha

* Uma a duas maçãs,dois talos de salsão com as folhas e três talos de erva-doce (ou funcho)

* Uma cenoura, duas laranjas e duas folhas de couve

* Um pepino inteiro, uma pêra e um punhado generoso de brotos de alfafa

Texto de: Karin Fromm
Fisioterapeuta e psicoterapeuta, atualmente estuda acupuntura chinesa. Atende em consultório particular em São Paulo e mantém um blog sobre saúde e prazer. Saiba mais »
contato: karinffromm@hotmail.com

h1

Pastéis de Angu

20/10/2009

pasteisdeangu

Ingredientes

  • 2 xícaras (chá) de fubá
  • 1 xícara (chá) de polvilho azedo
  • 1 litro de água
  • 4 gemas
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • óleo para fritar

Sugestões de recheios (para 200 g de recheio)

  • frango (1 peito de frango temperado e desfiado)
  • couve com torresmo (4 folhas de couve picada fina e 100 g
  • de torresmo triturado)
  • costelinha de porco com lingüiça (100 g de costelinha
  • picada e 100 g de lingüiça picada)
  • carne moída (200 g de carne moída temperada)

Modo de Preparo

Numa panela coloque 2 xícaras (chá) de fubá, 1 xícara (chá) polvilho azedo, 1 litro de água e leve ao fogo, mexendo sempre para não empelotar, para cozinhar até formar um angu bem duro (+/- 40 minutos). Acrescente 4 gemas, sal e pimenta do reino a gosto e mexa por +/- 2 minutos. Desligue o fogo.

Transfira a massa para uma tigela e deixe esfriar um pouco. Coloque-a entre 2 sacos plásticos numa superfície lisa e com um rolinho abra-a numa espessura não muito fina (+/- 0,5 cm). Com a boca de um copo ou aro, corte círculos da massa para fazer os pastéis. Recheie o centro de cada circulo com o recheio de sua preferência, dobre o circulo ao meio (em formato de pastel), una as pontas e feche bem.
DICA: trabalhe com a massa morna.

Frite os pasteis em óleo quente (180 graus) até que fiquem dourados. Sirva em seguida.

  • VARIAÇÕES: CROQUETE Acrescente na massa 200 g de carne moída temperada a gosto. Pegue pequenas porções da massa e enrole nas mãos em formato de croquete. Passe em 2 ovos batidos ligeiramente e empane na farinha de rosca. Frite em óleo quente (180 graus) até que fiquem dourados.
  • COXINHA Pegue pequenas porções da massa, abra uma cavidade, recheie com frango temperado e desfiado, feche a massa e modele nas mãos em formato de coxinha. Passe em 2 ovos batidos ligeiramente e empane na farinha de rosca. Frite em óleo quente (180 graus) até que fiquem dourados.
  • RISOLE Coloque a massa numa superfície lisa e um saco plástico sobre a massa e abra-a com um rolinho. Com a boca de um copo ou aro, corte círculos da massa para fazer os risoles. Recheie o centro de cada circulo com costelinha de porco com lingüiça, dobre o circulo ao meio (em formato de risole), una as pontas e feche bem. Passe em 2 ovos batidos ligeiramente e empane na farinha de rosca. Frite em óleo quente (180 graus) até que fiquem dourados.

Fonte: Gostinho de quero mais

h1

Amar!

19/10/2009

tattoocoracao

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui… além…
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!…
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó,cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder… pra me encontrar…

caminho
Florbela Espanca

h1

O Louco

18/10/2009

arcano22Momento de voar

A hora é esta: arriscar-se, atirar-se destemidamente na direção do novo. Ainda que muitas pessoas possam se apavorar e tentar lhe demover daquilo que sua alma interpreta como um novo impulso criativo, não se incomode.

As pessoas falam porque estão viciadas em certezas e seguranças. Mas O Louco, arcano zero do Tarot, vem lembrar que, eventualmente, alguma loucura é mais do que bem-vinda!

Ponha sua vida em movimento e lembre-se que é sempre momento de recomeçar. Evite o medo e não espere as coisas tomarem uma forma “certa” para agir. Vá!

Conselho: Momento de se atirar em novas direções, sem temor.

Bom conselho pra começar uma semana, não? Pois bem, estou me atirando!!!

Fonte: Personare

h1

Suco de uva contra o envelhecimento e o câncer

14/10/2009

uva

Pesquisa desenvolvida por aluna do Mestrado em Biotecnologia comprova ação antioxidante e antimutagênica dos sucos de uva

Você já deve estar cansado de ouvir falar que vinho em doses moderadas faz bem à saúde. O que ainda não havia sido dito é que os efeitos benéficos da bebida também são encontrados nos sucos de uva.
Foi o que Caroline Dani comprovou na dissertação de Mestrado em Biotecnologia, defendida em junho de 2006 na UCS: os sucos de uva tintos, brancos e rosés produzem ações antioxidantes e antimutagênicas.
Os efeitos são produzidos pelos polifenóis, compostos encontrados na casca da uva, que inibem o envelhecimento precoce e a proliferação de células cancerosas.
A descoberta foi feita após um ano e sete meses de pesquisa. Nesse período, Caroline fez a avaliação nutricional antioxidante e antimutagênica de nove tipos de sucos tintos, brancos e rosés.
A ação antioxidante da uva já era conhecida em vinhos, especialmente nos tintos. A novidade consiste em atribuí-la à ação dos compostos fenólicos totais. As substâncias funcionam como sistema imunológico das videiras. “São metabólitos secundários, produzidos em algumas situações, como o excesso de umidade”, exemplifica.
Até hoje, o que se sabia era que o álcool dos vinhos funcionava como solvente na extração do resveratrol da casca. Contudo, por ser uma bebida não fermentada e não alcoólica, o suco não pode ficar muito tempo em contato com a casca, dificultando a extração do resveratrol. Mesmo assim, a estudante verificou quantidade elevada da substância nos sucos tintos orgânicos, que possuem 0,22 partes por milhão (ppm) de resveratrol contra 0,008 dos comerciais. Já na produção dos sucos brancos, sem contato da casca, a quantidade de resveratrol é inferior.
“Na comparação dos sucos comerciais, os tintos possuem três vezes mais polifenóis que os brancos, entretanto todos apresentam atividade antioxidante”.

Fidelidade nos resultados

carolineDurante o mestrado, Caroline mediu a quantidade de polifenóis, testando a capacidade antioxidante e antimutagênica de cada um dos sucos, por meio de testes in vitro.
Ou seja, a pesquisadora desenvolveu modelos com a levedura Saccharomyces cerevisiae, que dá fidelidade ao estudo por ser muito semelhante às células humanas. “Isolamos a levedura em um meio no qual não cresceria e estimulamos a alteração genética por meio de um agente mutagênico. Com isso, conseguimos provar que os nove sucos conseguem impedir a mutação”, explica. Em agosto, Caroline iniciou o Doutorado em Biotecnologia, onde pretende comparar grupos de cobaias (ratos): de um lado, os que serão alimentados duas vezes por dia durante 30 dias com sucos de uva e, de outro, os que irão beber apenas água. No trigésimo dia, os animais serão analisados.

Resveratrol diminui chances de obstrução de vasos A ação antioxidante do resveratrol, já foi comprovada cientificamente.
A substância é capaz de inibir a oxidação do LDL, o colesterol ruim. Quando oxidada, essa molécula nociva tem ainda mais facilidade para se depositar nas artérias até obstruí-las, provocando um infarto ou derrame.

suco-de-uva

Saiba mais

Polifenóis: encontrados em diversas formas na natureza, são parte integrante dos flavonóides e possuem grande poder de neutralizar as moléculas de radicais livres. São consideradas substâncias antioxidantes.
Resveratrol: um dos mais potentes oxidantes, o resveratrol é uma espécie de antibiótico natural, produzido como parte de defesa das plantas, geralmente na época de chuvas.
O resveratrol é encontrado em uma película junto à casca dos grãos.

Fonte: Jornal da UCS – agosto/setembro 2006 pág.11