Archive for fevereiro \28\+00:00 2010

h1

Com o tempo…

28/02/2010

Esse á um clichezão mas é a mais pura verdade.

“Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa,
você precisa em primeiro lugar, não precisar dela.
Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama)
e que não quer nada com você, definitivamente não é o alguém da sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente,
a gostar de quem também gosta de você.
O segredo é não correr atras das borboletas…
é cuidar do jardim para que elas venham até você.
No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando,
mas quem estava procurando por você”.


Mario Quintana

h1

Sopa de salsão

22/02/2010

Comprei uma porrada de salsão dia desses pq achei bonito e o cheiro tava bom… mas, que diabos eu ia fazer com salsão? Eis a idéia!

Ingredientes

1 xícara de (chá) de talo de salsão picado
4 colheres de (sopa) de folhas de salsão picadas
3 colheres de (sopa) de cebola picada
2 colheres de (sopa) de manteiga
2 colheres de (sopa) de farinha de trigo
2 xícaras de (chá) de leite
sal e pimenta a gosto
1 xícara de (chá) de água

Modo de preparo

Numa panela tampada, cozinhar o talo e as folhas do salsão e a cebola em água com sal, por 10 minutos. Enquanto isso, derreter a manteiga em fogo lento. Juntar a farinha aos poucos, mexendo bem. Temperar com sal e pimenta e adicionar o leite de uma só vez. Cozinhar sem parar de mexer até engrossar. Acrescentar o salsão e a cebola cozidos. Mexer, deixar ferver de novo e servir bem quente.

Fonte: livrodereceitas.com

h1

Seis aulas de gestão estratégica

21/02/2010

AULA 1

Um homem está entrando no chuveiro enquanto sua mulher acaba de sair e está se enxugando. A campainha toca. Depois de alguns segundos de discussão para ver quem iria atender a porta a mulher desiste, se enrola na toalha e desce as escadas. Quando ela abre a porta, vê o vizinho Nestor em pé na soleira. Antes que ela possa dizer qualquer coisa, Nestor diz:

– Eu lhe dou 3.000 reais se você deixar cair esta toalha!

Depois de pensar por alguns segundos, a mulher deixa a toalha cair e fica nua. Nestor então entrega a ela os 3.000 reais prometidos e vai embora.
Confusa, mas excitada com sua sorte, a mulher se enrola de novo na toalha e Volta para o quarto. Quando ela entra no quarto, o marido grita do chuveiro:

– Quem era?
– Era o Nestor, o vizinho da casa ao lado, diz ela.
– Ótimo! Ele lhe deu os 3.000 reais que ele estava me devendo?

Conclusão: *Se você compartilha informações a tempo, você pode prevenir exposições desnecessárias*.

AULA 2

Um padre está dirigindo por uma estrada quando um vê uma freira em pé no acostamento. Ele para e oferece uma carona que a freira aceita. Ela entra no carro, cruza as pernas revelando suas lindas pernas. O padre se descontrola e quase bate com o carro. Depois de conseguir controlar o carro e evitar o acidente ele não resiste e coloca a mão na perna da freira. A freira olha para ele e diz:

– Padre, lembre-se do Salmo 129!

O padre sem graça se desculpa:

– Desculpe Irmã, a carne é fraca…

E tira a mão da perna da freira. Mais uma vez a freira diz:

– Padre, lembre-se do Salmo 129!

Chegando ao seu destino a freira agradece e, com um sorriso enigmático, desce do carro e entra no convento. Assim que chega à igreja o padre corre
Para as Escrituras para ler o Salmo 129, que diz: “Vá em frente, persista, mais acima encontrarás a glória do paraíso”.

Conclusão: *Se você não está bem informado sobre o seu trabalho, você pode perder excelentes oportunidades*.

AULA 3

Dois funcionários e o gerente de uma empresa saem para almoçar e na rua encontram uma antiga lâmpada a óleo. Eles esfregam a lâmpada e de dentro dela sai um gênio. O gênio diz:

– Eu só posso conceder três desejos, então, concederei um a cada um de vocês!
– Eu primeiro, eu primeiro – Grita um dos funcionários… – Eu quero estar nas Bahamas dirigindo um barco, sem ter nenhuma preocupação na vida…

Pufff e ele foi. O outro funcionário se apressa a fazer o seu pedido:

– Eu quero estar no Havaí, com o amor da minha vida e um provimento interminável de piña coladas!

Puff, e ele se foi..
– Agora você – diz o gênio para o gerente.
– Eu quero aqueles dois de Volta ao escritório logo depois do almoço para uma reunião!

Conclusão: *Deixe sempre o seu chefe falar primeiro*.

AULA 4

Na África todas as manhãs o veadinho acorda sabendo que deverá conseguir correr mais do que o leão se quiser se manter vivo. Todas as manhãs o leão Acorda sabendo que deverá correr mais que o veadinho se não quiser morrer de fome.

Conclusão: *Não faz diferença se você é veadinho ou leão, quando o sol nascer você tem que começar a correr.*

AULA 5

Um corvo está sentado numa árvore o dia inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo e pergunta:

– Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro?

O corvo responde:
– Claro, porque não?

O coelho senta no chão embaixo DA árvore e relaxa. De repente uma raposa aparece e come o coelho.

Conclusão: *Para ficar sentado sem fazer nada, você deve estar no topo *.

AULA 6

Um fazendeiro resolve colher algumas frutas em sua propriedade, pega um balde vazio e segue rumo às árvores frutíferas. No caminho ao passar por uma lagoa, ouve vozes femininas que provavelmente invadiram suas terras.

Ao se aproximar lentamente, observa várias belas garotas nuas se banhando na Lagoa, quando elas percebem a sua presença, nadam até a parte mais profunda da lagoa e gritam:

– Nós não vamos sair daqui enquanto você não deixar de nos espiar e for embora.

O fazendeiro responde:

– Eu não vim aqui para espiar vocês, eu só vim alimentar os jacarés!

Conclusão: *A criatividade é o que faz a diferença na hora de atingirmos nossos objetivos mais rapidamente*

Fonte: Leila Azevedo (via email)

h1

Uma historinhas pros rapazes

20/02/2010
Final de semana, como de hábito, me levantei cedo, coloquei meus agasalhos, vesti-me silenciosamente, tomei o meu café e até fui caminhar com o cachorro.
Em seguida, fui até a garagem e engatei o barco de pesca no meu 4×4. De repente, começou a chover torrencialmente. Com a chuva, ventos a mais de 80 km/h. Liguei o rádio e ouvi que o tempo seria chuvoso durante todo aquele dia.
Voltei imediatamente prá Casa, silenciosamente tirei minha roupa deslizei rapidamente para debaixo dos cobertores.
Afaguei as costas da minha mulher suavemente e sussurrei:
– O tempo lá fora está terrível.
Ela, ainda meio adormecida, respondeu:
– Você acredita que o idiota do meu marido foi pescar com esse tempo?

PS: Válido também para golfistas, trilheiros, surfistas, executivos, geólogos, vendedores, ciclistas, militares, engenheiros , chefes , aposentados , bancarios , securitários , nadadores, E PRINCIPALMENTE PRA QUEM TEM AQUELE FUTEBOLZINHO SAGRADO DO FIM DE SEMANA kkkkkkkkkkkkkkkk

Fonte: Elizandra Barbosa via email
h1

Resolvido

17/02/2010

Recebi recentemente um comentário sobre um texto antigo que postei aqui sobre amores mal vividos e acabei relendo o dito cujo pra me lembrar do que eu tinha postado e a ocasião. Na época, eu tava passando por uma fase de não conseguir finalizar as coisas. Achar q td estava em suspenso.

Engraçado, como as pessoas evoluem, né?

Hoje posso bater no peito e dizer q tenho orgulho de viver todos os “amores” até a última gota, até o final, até não restar mais nada pra viver e nem incomodar a ponto de se dizer que aquela história ficou inacabada.

Por mais breve ou longa que seja, botar um ponto final bem “sustento” nas histórias é a melhor coisa que se pode fazer. Sabe aquele ponto final bem grande que você olha pra vc mesma no espelho e diz: “Chega, pow! Acabou!“? Pronto. É desse tipo de ponto final que eu tou falando. E num tem Papa, nem Santo, nem Presidente da República que te faça voltar atrás! É quando você sabe exatamente o que você quer na sua vida mas, principalmente, o que você não quer. E se a pessoa em questão não se enquadra no seu “controle de qualidade” você dá tchau e chama o próximo (no meu caso, próximos pq eu quero mesmo é gandaia). E tudo fica devidamente exorcizado. E eu não sou uma sem coração por causa disso. Muito pelo contrário. Meu coração é enorme! Eu só num quero perto de mim nada nem ninguém que me faça mal. A diferença de 2008 pra cá é que, agora, eu sei botar pra correr debaixo de tapa se for preciso.

É engraçado como as pessoas não esperam esse tipo de atitude das outras… talvez elas esperem que as pessoas implorem, tentem chegar num acordo (em outros tempos eu faria isso)… mas eu aprendi com a vida que, certos casos simplesmente não têm acordo! E o povo se choca quando o outro subverte.

Pronto. É assim.

Pow… que orgulho de mim que eu tou… hehehehe…

h1

Que caminho?

16/02/2010

Cada dia que passa eu me dou conta que certas coisas não são pra mim. Não sei até que ponto isso é bom porque, uma vez que se sabe aquilo que não é pra você, você se frustra com um bando de coisas. Por outro lado você sabe exatamente qual caminho você não deve tentar. Ou, pelo menos, ficar na sua pra ver se realmente aquele caminho não é pra você. O danado do TEMPO sempre comanda nessas situações. O “esperar” é q me desgasta…

Ao menos agora eu sei que devo continuar onde estou e que ainda não é hora de desviar pra outros caminhos por causa de nada nem ninguém.

Complexo isso né? Tanto que dá pra aplicar em milhões de situações na vida, seja profissional, psicológica ou amorosa.

Pra refletir… ao menos aos poucos se aprende quais os caminhos que não se deve tomar e os caminhos que se quer pra si.

h1

Cadê a criatividade que estava aqui?

09/02/2010

Todos nós podemos experimentar um bloqueio criativo de vez em quando. O único problema é que ele geralmente nos acomete nos momentos em que mais precisamos de criatividade. Entretanto, depois que ele acontece, o único jeito é dar um tempo e permitir que a mente volte a funcionar naturalmente, já que não há nada mais infrutífero do que ficar insistindo até entrar em parafuso. Por isso, resolvi trazer aqui dicas para evitar estes bloqueios e minimizar os problemas gerados por eles.

1. Mantenha um caderno de anotações

Quando estamos “fluindo em ideias”, por assim dizer, ficamos tão produtivos, que no fim usamos uma quantidade muito pequena delas e o resto se perde em nossa memória. Por isso, se na medida em que for tendo ideias, você for anotando-as, com certeza nos momentos de crise poderá simplesmente resgatá-las e utilizá-las.

2. Inspirar-se com bons livros, bons sites, bons filmes, boas peças de teatro e bons programas de TV

Se preenchermos nossas vidas e mentes com boas referências, fica mais simples manter a criatividade em alta.

3. Fazer uma caminhada

Exercitar-se também traz enormes benefícios. Acalma o corpo e a mente, lhe devolve a conexão com a Natureza. Além disso, ajuda você a colocar as ideias em ordem e a melhorar sua capacidade de observação.

4. Buscar por alternativas

Não se contente em fazer as coisas sempre do mesmo jeito. Busque pela inovação, pela diversidade. Tente novas formas, experimente, sugira. Fazer as coisas de maneira automática pode acabar nos embrutecendo.

5. Não duvidar de si mesmo

Não existe nada mais destruidor para a criatividade do que a insegurança. Como ser verdadeiramente criativo, se duvidamos o tempo toda da nossa própria capacidade? Fique firme e aumente sua confiança pessoal. A tendência será ousar mais e, consequentemente, ser ainda mais capaz de criar.

6. Relaxar de vez em quando

Não dá para bancar o super-homem ou a super-mulher. É preciso buscar sempre pelo equilíbrio e serenidade. Portanto, sempre que tiver oportunidade, tire uns dias de folga, viaje, curta a família, passeie com amigos, durma até mais tarde. Evite viver exclusivamente em função do trabalho.

7. Trabalhar em lugares inusitados

Muitas vezes fazer as coisas no mesmo ambiente nos torna mais apáticos. Por isso, por que não trabalhar num parque ou numa cafeteria de vez em quando? Ou na praia? Ou num sofá? Experimente!

8. Sair com amigos

Nossos amigos são sempre fontes de novidades, pois visualizam o mundo com outros olhos. Imagine a quantidade de histórias, referências, pontos de vista que eles não podem trazer para o seu dia-a-dia? Além disso, com um bom networking, você sempre poderá contar com alguém num momento de desespero.

9. Ouvir música

Quem não gosta de música? Recolha seus artistas preferidos e os escute toda vez que precisar relaxar.

10. Assistir palestras

Não pense que já sabe de tudo. Existe ainda muita coisa a aprender, vindo dos mais diferentes tipos de pessoas. Assistir palestras pode proporcionar aprendizados rápidos e lhe estimular a buscar mais informações sobre assuntos até então desconhecidos para você. Além disso, a vivência e experiência de outras pessoas é sempre motivadora.

Fonte: Personare – por Vanessa Mazza

h1

Maneki neko – O gato japonês da sorte

07/02/2010

Tava lendo o blog Journal Kittens e esbarrei com um post super fofo sobre o Manekineko (招き猫, literalmente conhecido como gato que acena), aquele gatinho japonês da sorte. Tenho coleção de gatos e alguns deles são Manekinekos. Sabia que eles tinham algum significado mas não sabia exatamente qual.

Também conhecido como Gato da Sorte, Gato do Dinheiro ou da Boa Sorte é uma escultura asiática comum, na maior parte das vezes feita em cerâmica, que se crê trazer boa sorte ao seu dono. A escultura mostra um gato (tradicionalmente um Bobtail Japonês) a acenar com uma pata levantada, e é muitas vezes colocado – quase sempre à entrada – de lojas, restaurantes, salas de Pachinko (casa de jogos) e de outros negócios.  No design das figuras, a pata direita levantada supostamente atrai dinheiro, enquanto uma pata esquerda levantada atrai clientes. Os Manekineko surgem com cores, estilos e graus de ornamentação diferentes. Além das figuras de porcelana, os Manekineko podem ter a forma de porta-chaves, mealheiros, aromatizadores de ambiente e ornamentos variados.

O gesto do Manekineko que parece ser um convite, na verdade é o gesto de um gato limpando seu rosto.
O gato é um animal tão sensitivo, que pressente a chegada de uma pessoa ou a aproximação de chuva. Essas mudanças em sua rotina, o deixam inquieto. Então, ele começa a dar voltas ou esfregar seu rosto, pois esse tipo de comportamento tranqüiliza-o. Mas para um ser humano isso pode ser interpretado como “se o gato esfrega seu rosto, é sinal de chuva ou de visita”. Essa pode ser uma das origens da lenda do Manekineko.

Ele usa uma coleira vermelha com um sino. Isso é uma lembrança dos costumes do período Edo (1603 – 1867), quando o gato era um animal de estimação caro. As damas da corte agradavam seus gatos, colocando-lhes coleiras vermelhas, feitas de hi-chiri-men (tipo de tecido de luxo da época) e pequenos sinos para vigiá-los.

Geralmente o Manekineko segura um koban (uma moeda dourada do período Edo). Contudo, o koban real é de um ryo; o koban do manekineko é de dez milhões de ryo. Ou seja, a moeda fictícia é um símbolo de riqueza e prosperidade.

Como o gesto do gato esfregando seu rosto assemelha-se a um aceno, as pessoas começaram associar que, colocando a figura de um gato levantando uma pata dianteira, as pessoas viriam.

Os significados das patas do Manekineko

Pata esquerda levantada: Atrai uma boa clientela.
Pata direita levantada: Atrai fortuna e sorte.
As duas patas: Também se pode encontrar o Maneki neko com as duas patas levantadas, ou com as quatro patas para cima, mas é bem raro!
Altura da pata: Quanto mais alta a pata for, melhor pois atrai com mais força.

Os significados das cores do Manekineko

Branco: Purificação
Preto: Proteção
Rosa: Amor
Tricolor: Muita sorte
Verde: Sorte nos estudos
Vermelho: Saúde
Dourado: Dinheiro

Obrigada à dona (que não sei o nome) da Fleur & Mashiro (que são lindas!) por compartilhar essas descobertas que eu não podia deixar de espalhar.

Fontes: Centro cultura brasil Japão, Wikipedia e Blog Journal Kittens

h1

Renda-se

05/02/2010

Eu me rendi…

“Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.”

Clarisse Lispector

h1

Hojarasca con Manjar

02/02/2010

Receitinha de sobremesa tipicamente chilena. Na Argentina chamam-lhe Rogel e costuma ir coberta de merengue.

Massa:

225 g de farinha de trigo
60 g de manteiga derretida e fria
60 g de vinho branco
4 gemas

Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Forrar um tabuleiro de forno com papel de forno ou vegetal.
Amassar todos os ingredientes até que fique uma massa homogénea.
Refrigerar por 10 minutos.
Estender a massa sobre uma superfície ligeiramente enfarinhada com a grossura de 1 mm.
Cortar a massa com o formato e medida desejados.
Picar a massa com um garfo e cozer durante uns 5 minutos ou até que esteja ligeiramente dourada.

Doce de leite (forma tradicional)

3 l de leite
1 vagem de baunilha (abre-se ao meio e raspam-se as sementes)
800 g de açúcar
½ colher de chá de bicarbonato de soda

Num tacho de fundo pesado, pôr o leite, a baunilha e o açúcar e levar a fogo forte até que o açúcar se dissolva.
Juntar o bicarbonato e deixar que continue a ferver.
Quando a mistura comece a espessar, mexer continuamente com uma colher para que não se pegue.
Seguir mexendo durante umas 3 horas até que reduza, ganhe cor e alcance o ponto adequado.
Retirar do lume e mexer até que esteja frio.

Doce de leite (a forma mais rápida)

1 lata de leite condensado

Pôr a lata de leite condensado completamente imersa em água, dentro de uma panela.
Levar a lume forte até começar a ferver.
Baixar o lume, mantendo a ebulição e deixar que o leite condensado coza durante 2 horas/ 2 horas e meia.
Ir acrescentando água à medida que esta evapore.
Abrir em frio, para que a lata não expluda.

Também se pode cozer numa panela de pressão.

Merengue Italiano

450 g de açúcar
120 ml de água
230 g de claras de ovo (uns 6/7 ovos)
Uma pitada de sal

Num tacho de fundo pesado misturar 340 g de açúcar com a água.
Levar a ebulição em lume médio mexendo até que o açúcar se dissolva.
Ferver até que o xarope alcance 116ºC ou ponto de bola mole.
Entretanto pôr as claras e o sal numa taça e bater até ponto de neve.
Ir adicionado o açúcar restante (110 g) enquanto bate até que se formem picos e a consistência seja firme e brilhante.
Por fim, ir adicionado o xarope em fio, sem parar de bater até que esteja completamente frio.

Montagem:

Cobrir generosamente cada capa de massa com doce de leite (aquecer um pouco o doce de leite para que se espalhe melhor sem partir a massa).
Alternar capas de massa e doce de leite.
Decorar com o merengue.
Queimar com um maçarico.

Fonte: Flagrante delícia