Archive for abril \13\UTC 2010

h1

Gaga dogs

13/04/2010

Eu aaaaaaaaaamo gatos mas esses cachorros fantasiados de Lady Gaga estão uma coisa!!!!

Será que os cachorrinhos da diva se vestiriam assim? Sacanagem com o pobre do cachorro…

Anúncios
h1

Biscoitos que dão peninha de comer

13/04/2010

do site http://english.sina.com/

h1

Maria Mole

06/04/2010

Ingredientes

1 pacote de gelatina branca (sem sabor)
1 xícara de água
1 e 1/2 xícaras (chá) de açúcar
300g de coco fresco (ralado)

Modo de Fazer

Ferva a água e dissolva a gelatina na água fervente. Bata até dissolver completamente. Então, junte o açúcar aos poucos e bata até embranquecer. Unte uma assadeira retangular com óleo e salpique com o coco ralado. Despeje o creme, espalhando por igual. Salpique por cima o restante do coco ralado. Depois que endurecer, corte em quadradinhos.

Modo de Fazer no Microondas

Coloque a água em uma jarra refratária de um litro. Ferva por 2 minutos na potência alta. Dissolva a gelatina na água fervente. Bata até dissolver completamente. Então, junte o açúcar aos poucos e bata até embranquecer. Unte uma assadeira retangular com óleo e salpique com o coco ralado. Despeje o creme, espalhando por igual. Salpique por cima o restante do coco ralado. Depois que endurecer, corte em quadradinhos.

Forma de Congelamento

Congele em aberto ou embale nas porções desejadas, etiquete e leve ao freezer.

Tempo de Armazenamento

3 meses

Forma de Descongelamento

Geladeira ou temperatura ambiente.

Receita: Evelin Duarte

h1

Amor é outra coisa

05/04/2010

O amor não é algo que o faz sair do chão e o transporta para lugares que você nunca viu. O nome disso é avião.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que você esconde dentro de si e não mostra para ninguém. Isso se chama vibrador tailandês de três velocidades. O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que te faz perder a respiração e a fala. O nome disso é bronquite asmática.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que chega de repente e o transforma em refém. Isso se chama sequestrador.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que voa alto no céu e deixa sua marca por onde passa. Isso se chama pombo com caganeira.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que você pode prender ou botar pra fora de casa quando bem entender. Isso se chama cachorro.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa cinza que lançou uma luz sobre ti, o levou para ver as estrelas e o trouxe de volta com algo dele dentro de você. Isso se chama alienígena.
O amor é outra coisa.

O amor não te deixa eternamente ligado a uma pessoa. O nome disso é gravidez. O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que desapareceu e que, se encontrado, poderia mudar o que está diante de você. Isso se chama controle remoto da TV.
O amor é outra coisa.

O amor não faz você vestir as melhores roupas e sapatos. O nome disso é entrevista de emprego.
O amor é outra coisa.

O amor não nos faz perder a noção do tempo. O nome disso é horário de verão. O amor é outra coisa.

O amor não faz você chorar sem motivos. O nome disso é cebola. O amor é outra coisa.

O amor não te leva por caminhos tortuosos e te assusta de vez em quando. O nome disso é trem fantasma.
O amor é outra coisa.

O amor não te enche de flores. O nome disso é funeral. O amor é outra coisa.

O amor não renova suas energias e cura seus males. O nome disso é Cogumelo do Sol.
O amor é outra coisa.

O amor não faz você se sentir sempre acompanhado. O nome disso é encosto.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que o espreita todas as noites nas ruas escuras da cidade. O nome disso é Batman.
O amor é outra coisa.

O amor não dá um norte na sua vida. O nome disso é bússola. O amor é outra coisa.

h1

A morte

04/04/2010

A sensação que eu tenho é de que eu vou levar dessa vida apenas livros não escritos, páginas em branco, palavras não ditas, rabiscos não feitos…
É como se o meu maior talento fosse a incapacidade. Até maior do que todos os outros.
Saber fazer tudo e não fazer nada. Olhar o mundo e as pessoas por inteiro e não conseguir conviver com elas. É a pretensão da perfeição. Sim, e como eu sou pretensiosa. Quero o perfeito num mundo de imperfeitos. E acho que não mereço nada menos que a perfeição.
A sensação que eu tenho é do incompleto sempre. O filho que eu não vou ter, o trabalho que eu não vou concretizar, a família que eu não vou construir. É como se eu tivesse nascido exatamente para isso. Nascido para o “incompleto”, nascido para o “não terminado” e, a única coisa que eu vou conseguir concluir na vida é ela própria no dia da minha morte.
E todos que passam por mim são parte dessa confirmação. A confirmação de que, nada vou levar dessa vida além de eu mesma.

h1

Feliz páscoa!

04/04/2010

Assim até eu entro no clima de Páscoa e como chocolate!

h1

Pastéis de festa ou Pasteizinhos pernambucanos

03/04/2010

Ingredientes:

01 cebola média em cubos.
500g de carne moída.
01 pimenta malagueta sem semente e bem picada.
01 colher generosa de extrato de tomate
01 colher (chá) de colorau
Sal, pimenta do reino e cominho.
Azeitonas
500g de massa para pastel.
Fio de azeite para refogar.
Óleo para fritar.

Modo de Preparo:

Refogue a cebola no azeite, adicione a carne e os temperos (menos sal e colorau), quando estiver bem fritinha e seca, adicione o extrato de tomate, colorau e o sal, baixe o fogo e deixe dar uma apurada leve. Espere esfriar e recheie os pasteis com a carne e as azeitonas. Frite em óleo quente e depois de uma leve enxugada em papel toalha, polvilhe açúcar de confeiteiro por cima. Rende de 8-12 pasteis médios/pequenos.

Dicas:

– Faça pasteis pequenos, de festa infantil.

– Pode fazer açúcar de confeiteiro em casa, batendo por alguns segundos o açúcar convencional no liquidificador ou processador, depois peneire.

– Faça uma boa massa de pastel ou compre uma de boa qualidade, é importante que ele tenha uma massa grossinha e pouco quebradiça.

– Pique a azeitona e não use inteira.

Receita no Tá na mesa pessoal