Posts Tagged ‘passado’

h1

Pedacinhos

14/06/2009

symptoms-of-a-broken-heart

Pra que ficar juntando os pedacinhos
do amor que se acabou
Nada vai colar,
nada vai trazer de volta
a beleza cristalina do começo
e os remendos pegam mal
Logo vão quebrar
Afinal a gente sofre de teimoso
Quando esquece do prazer

Adeus também foi feito pra se dizer:
Bye bye, so long, farewell…

Pra que tornar as coisas tão sombrias
na hora de partir
Por que não se abrir
Se o que vale é o sentimento
e não palavras quase sempre traiçoeiras
e é bobeira se enganar
Melhor nem tentar…
Afinal a gente sofre de teimoso
quando esquece do prazer

Adeus também foi feito pra se dizer:
Bye bye, so long, farewell…caminho

Guilherme Arantes

.conchinha

Acho que agora o adeus é pra sempre…

h1

Tchau, passado! Hello, futuro!

27/04/2009

passado_futuro

A questão é a seguinte: Não me rebaixo mais por ninguém. NIN-GUÉM!

Sou quem sou e, sabendo disso, mantenho-me no meu exato lugar sem aceitar desrespeito.

É, tipo assim… as pessoas às vezes fazem coisas com a gente e a gente vai perdoando porque acha bobagem e porque tem coisas aparentemente maiores envolvidas. A faz papel de idiota. Ou porque se acha uma droga ou porque se sente culpado por algo. E esse “algo” quase sempre não tem a ver com a história atual e sim com coisas que não acabaram bem ou não foram finalizadas no passado quando deveriam ter sido.

Esse fim de semana coloquei pontos finais onde devia. Superei coisas. Tudo em respeito a mim mesma.

Respeito. Palavrinha chave de tudo. Quando não existe, nem a pessoa mais santa e boazinha (aparentemente) pra o mundo todo, adeus! Aturar desconfiança? Aturar acusações injustas? Aturar gente futricando minhas coisas pessoais? Quem procura acha… até o que não existe pode ser achado dependendo da mente de quem procura. E se for uma dessas pestes que não valem nada e não sabem o que é respeito… que ache! Ótimo! Merecem achar!

Tudo que sei é que hoje me sinto imensamente feliz por muitas coisas ruins terem acontecido na minha vida porque, com elas vieram, além das coisas boas, o bom e velho aprendizado.

Me sinto uma verdadeira borboleta que acabou de sair do casulo e tem um mundo novo todo à sua frente. E mais! Se antes apenas uma janelinha tava entreaberta, agora a casa inteira está abertas. Cortinas, janelas, portas… estou receptiva à tudo que me vier de bom e de ruim.

As pessoas mudam? Mudam sim… pra pior, pra melhor… mas é como eu sempre digo e sempre repetirei: Perdeu o respeito, perdeu tudo! Não tem nem a chance de tentar recuperar a confiança.

Tchau, passado! Hello, futuro!

passado_futuro2

Dinah Chershire